terça-feira, 28 de setembro de 2010

Fui estuprada por dois negao e adorei a fantasia

Sou casada, com filhos, atualmente com 40 anos; vou relatar um fato real, que apesar de ser um estupro me deixou com tesão em paus bem dotados. Naquelas férias viajávamos pelo Brasil de carro; em uma estrada secundária, pegamos vários quilômetros de buracos devido às chuvas, e após pouco mais de 2 hs. transitando pelos buracos, caímos num enorme buraco, que amassou uma das rodas e rasgou um dos pneus; colocamos o estepe no lugar do pneu rasgado e seguimos, mas logo em seguida a roda que estava amassada murchou (pneu sem câmara), deixando-nos numa enroscada. Durante todo o trajeto naquela estrada cruzamos apenas com 02 veículos e nenhum posto.
Ficamos parados por mais de uma hora quando um caminhão passou e parou para ajudar-nos. O caminhoneiro falou que adiante tinha um posto com borracharia e que poderia levar alguém até lá. Preferi ir até o posto a ficar sozinha com as crianças no carro. Rodamos por mais de 30 minutos, quando ele pegou uma variante de terra, onde rodou por mais de 20 minutos e parou. Pedro, o caminhoneiro, era um negrão de 40 anos e disse estar morrendo de tesão por mim, que fazia mais de 40 dias que não via mulher e que com a mini saia a mostrar as coxas deixou ele tarado, dizendo isso começou a abrir as calças, foi qdo. reparei no volume por baixo de suas calças e dei um gritinho de surpresa. Sem nenhuma cerimonia ele tirou o pau pra fora e eu perdi o fôlego, era enorme, grosso, com as veias pulsando. Não conseguia tirar os olhos daquele monstro de carne pulsante, e ele sarcasticamente apenas falou que se eu não desse para ele me deixaria a pé e que para chegar até o posto ou de volta ao carro teria que andar por mais de 2 horas. Fiquei sem saber o que fazer e ele apenas pegou meu pescoço e forçou minha cabeça de encontro aquela tora. Ameaçador ele falou para chupar ou eu arcaria com as conseqüências, lembrando que qdo. Mais demorasse mais eles ficariam esperando no carro, e que no fim da tarde o borracheiro estaria fechado. Sem argumentos comecei a chupar aquele cacete imenso, com nojo, lambia apenas a glande, mas ele forçou na minha boca e mandou fazer direito, não teve outro jeito e comecei a chupar aquele caralho que mal cabia na boca. Chupei, dei um trato e na hora que ele ia gozar segurou minha cabeça com força de modo a manter a cabeça do pau inteira na minha boca, esguichando a porra na minha garganta, engoli na marra; era tanta porra que engasguei e quase vomitei no pau dele. Rindo, ele falou que agora a vez da boceta, olhei para o pauzão e mesmo após gozar estava duro e ereto como ferro. Ia esboçar uma reação, mas com mãos fortes ele me pegou e me jogou na cama atrás dos bancos, tirou minha saia, abaixou a calcinha e caiu de boca na minha boceta... começou a lamber minha xaninha com aqueles lábios carnudos... enfia a língua grossa e rugosa, roçando meu clitóris, ele me levou ao delírio, mesmo a contragosto, gemia com aquela língua hábil na boceta. Quando gozei gemendo alto ele posicionou a cabeça do pau na minha xaninha, aquele membro de 22 cm aproximadamente..., grosso, duro, começou a forçar, mas apesar de estar toda melada, molhada, a penetração era difícil e dolorida, arrancando gemidos altos, urros, berrava, e ele apenas ria cinicamente e empurrava aquela tora na minha boceta, que ardia, sentia-me sendo rasgada. Quando chegou na metade, não agüentava mais, comecei a soluçar e em desespero, comecei a socar, unhar, esmurrar, aquele cavalo que me fodia; ele me perguntou o que foi e eu aos berros: - não estou agüentando, tiiiiiiiiiiira...
Ele riu descaradamente e segurando forte a minha cintura tentou empurrar e nada, ele segurou mais forte e deu uma estocada com toda a força que rasgou minha boceta por dentro e senti a cabeça daquele caralho imenso tocar no meu útero arrancando um grito e lágrimas. Ele sem se importar ficou socando, tirando aquele monstro e enfiando novamente, bombando, eu sentia aquele caralho me dilacerando, me arregaçando, e ele socava, indiferente. Aquele suplício durou por mais de 20 minutos até ele gozar gemendo alto. Após tirar ele mandou eu limpar a porra do pau dele com a boca; fiz menção de reclamar e um tapão me convenceu que era melhor chupa-lo novamente. Após nos recompormos ele tocou o caminhão e voltando a estrada logo chegamos no posto aonde apenas um frentista e o borracheiro estavam. Ele pegou os pneus furados na carroceria do caminhão e se despediu com um beijo na minha boca que eu não pude evitar pela surpresa; entrou no caminhão e foi embora. O borracheiro e o frentista foram arrumar os pneus e ficavam cochichando, aproveitei e fui até o banheiro me lavar; minha boceta estava intumescida, inchada, dolorida, lavei o rosto, a boceta e quando estava para sair ouvi cochichos e quando olhei os dois estavam me observando sorrindo e com os paus para fora se masturbando. Um deles comentou que o Pedro (caminhoneiro) tinha deixado minha boceta inchada, mas eles também queriam, caso contrário não me levariam de volta até o carro. Comecei a chorar e implorei que não, que não agüentava mais nada na boceta, que estava dolorida, esfolada. Eles falaram que realmente minha boceta estava até inchada e era por isso que eles só iriam comer a minha bundinha. Gelei aterrorizada, nunca tinha feito sexo anal, nem com meu marido; mal tive tempo de reagir e os dois me agarraram, tiraram minhas roupas e com força me fizeram me apoiar na pia, empinando a bundinha para facilitar a penetração; enquanto um me segurava o outro lambeu meu cuzinho, enfiando a língua, deixando molhadinha, enfiou um dedo, depois outro e mais outro, preparando a penetração; colocou a cabeça e começou a forçar a penetração, foi difícil perder a virgindade no cu, não queria entrar, doía muito, ardia, foi quando ele falou que era melhor relaxar que iria doe menos, quer era para eu fazer força para fora para facilitar. Comecei a fazer força contra o pau dele, e senti o cacete entrando no meu cu, rasgando meu cabaço, quando entrou tudo, ele começou a bombar no meu cuzinho com força e violência como um desesperado; eu gritava, gemia, chorava e ele só socava. Quanto tempo durou não sei dizer, somente que ele gozou com estardalhaço, alagando minha bundinha com a sua porra. Me lavaram e como eu não oferecia mais resistência alguma o outro veio e começou a enfiar seu pau no meu cu. Era mais grosso que o anterior e doeu muito a penetração, bem como as estocadas; mas esse parecia ser mais experiente e socava devagar, bolinando meu clitóris, sem força, sem violência, aos poucos fui ficando excitada com a bolinação na boceta e fui descontraindo, facilitando o meu parceiro a me comer o cu. Com a excitação em alta, o tesão fez com que a dor amenizasse e aproveitei a foda, gozando nas mãos cheias de graxa. Após ele gozar no meu cu me lavei rapidamente e me vesti. Quando sai os dois já me esperavam em uma camioneta velha, com os pneus na carroceria. Me levaram até o carro, trocaram os pneus, nos orientaram a como chegar no hotel mais próximo e foram embora. Chegando no hotel, após comermos algo pois estávamos o dia inteiro sem nada, subimos para os quartos, as crianças em um com camas de solteiros, e eu e meu marido em outro. Meu marido foi tomar um banho e quando entrei no banheiro e tirei a roupa para tomar banho ele me olhou espantado e perguntou o que era aquilo; qdo. olhei as minhas nádegas vi as marcas das mãos sujas de graxa. Sem saber o que fazer, apenas falei:
- É as mãos do borracheiro que comeu meu cu.
Ao me ouvir falar isso meu marido me puxou e olhou a minha bunda, verificando meu orifício, falando: - Nossa.
Ao olhar minha boceta e ver ela inchada ele perguntou:
- E a boceta....
- Ah, foi o caminhoneiro que arregaçou.............
Ele apenas falou:
- Aquele negrão filho da puta.....
E caiu de boca na minha boceta, chupando-a, após me virou e chupou meu cuzinho e me falou:
- Vou comer seu cu também, agora que vc já deu mesmo não tem motivo para negar.
Fiquei de quatro no boxe do banheiro e falei para o meu marido:
- Vem come o cu da sua putinha estuprada, vem fode esse cu arrombado no estupro....
E ele não se fez de rogado comendo o meu cu que já estava dolorido, ardido.
Caso vc tenha um pau enorme me escreva (com fotos) e se for aprovado pelo meu marido quem sabe vc tbem me fode.

Marcadores: , ,





Fotos e vídeos amadores de casal fazendo orgia

Meu nome é Daniele e vou lhes contar aqui nesta página fantástica o que aconteceu comigo e meu noivo no dia 20 de abril deste ano (2006), pois não poderia deixar de contar essa maravilhosa história que se eu soubesse que seria tão bom assim teria feito muito antes.
Bom, vamos ao que interessa... Moro em Cuiabá (MT) e namorei com meu atual noivo durante 4 anos, já estamos noivos há 3 meses e vamos nos casar no final de maio. Com apenas 2 meses de namoro já estávamos transando. No início nossas transas não eram aquelas maravilhas, não sei se porque eu não conseguia me soltar tanto ou porque ele, com o passar do tempo, se especializou... mas o que posso lhes dizer que com esse passar do tempo essas transas foram ficando tão intensas que eu, as vezes, chegava a gozar umas 7 ou 8 vezes... e meu noivo, diga-se de passagem, se tornou um especialista em mim... Foi ai que, no auge de nossas transas (há quase um ano), quando já trocavamos palavrões e os desejos mais secretos foi que ele me confessou que adoraria transar comigo e outra mulher ao mesmo tempo... Caramba, aquilo me pegou de surpresa, não tive reação no momento e para não desaponta-lo prometi que isso iria acontecer...
Posso lhes dizer que jamais havia pensado em tal hipótese, não tinha opinião formada sobre aquilo, então pensei comigo, vou ficar quieta e quem sabe o Igor esqueceria essa maluquice... Que nada, todas as vezes que transávamos, no auge do rala e rola, ele tocava no assunto, e eu para esquentar ainda mais ficava fazendo ele imaginar como seria... o que, é claro, alimentava ainda mais suas fantasias...
Pronto, estava consumado... Certo dia, enquanto transamos loucamente, ele me contou detalhes de como queria que fosse o menage... Disse que eu teria que escolher a mulher e que poderia tanto ser uma amiga minha ou uma prostituta, desde que fosse muito bonita e gostosa... O “pior” viria agora... ele disse que, além de querer que fosse surpresa (eu chegar com a mulher quando ele menos esperasse), queria que eu e ela fizéssemos sexo (como lésbicas), onde eu deveria chupa-la, beija-la e vice-versa, enquanto isso ele só assistiria... depois gostaria que quando estivéssemos bem molhadas deveríamos chamá-lo para a brincadeira onde ele meteria primeiro em mim enquanto a outra mulher chupava, hora seu saco, hora meu clitóris... entre outras coisas que vocês já já saberão... Nossa, fiquei pasma com a riqueza de detalhes que era sua fantasia e ainda mais com a idéia de eu ter que ter uma relação homo com outra mulher, eu jamais havia feito isso... mas, confesso que todos aqueles detalhes me deixaram meio perturbada... mau conseguia trabalhar direito durante a semana pensando naquilo... e quando pensava muito então ficava molhada só de imaginar as cenas.
Bom, tomei coragem e resolvi realizar a fantasia de meu noivo que à essas alturas já tinha se tornado a minha fantasia também... Preparei tudo com uns 3 dias de antecedência, como tinha vergonha de falar um assunto desses com uma de minhas amigas e ciúme de dividir uma delas com meu noivo que, eu sei que, elas tanto cobiçam, resolvi contratar uma prostituta de luxo, dessas que não trabalham em boates, só para agencias... escolhi a mais bela de todas elas, afinal já que teria que ser feito que fosse bem feito... e deveria ser uma mulher que deixasse o Igor de pau duro o tempo todo. Caramba, e ela era realmente muito bonita, pele clara e levemente bronzeada de olhos azuis e cabelos pretos, com mais ou menos uns 1,75 metros e um corpo e rosto muito bonitos, combinei tudo com ela antes, inclusive disse que teríamos que transarmos nós duas e que eu nunca havia feito isso... ela disse que seria maravilhoso e que eu poderia ficar tranqüila que depois que transasse com ela sempre iria querer outra mulher...
Reservei um quarto de um motel 5 estrelas pro dia 20 de abril às 23:00h e marquei para que a moça ficasse nos esperando dentro da suíte... Ahh! Esqueci de um detalhe, dia 20 de abril, foi aniversário de meu noivo... preparei tudo para que fosse o melhor presente de aniversário da vida dele – o que depois ele me confessor que realmente foi. Gastei uma grana, mas valeu a pena.
Naquele dia (20), saímos para jantar ai pelas 21:00h, no restaurante lhe entreguei uma lembrancinha... conversamos muito sobre a vida, nosso futuro, e a conversa acabou se desviando para o sexo, o que é claro, eu adorei... ai quando percebi que já estava quase chegando a hora H, sugeri que fossemos terminar aquela conversa em outro lugar mais reservado... Para disfarçar, aproveite a situação de que era seu aniversário e disse que eu escolheria o motel, que eu pagaria o mesmo e que eu iria dirigindo o carro... nada mais perfeito, né?!
Quando chegamos ao motel, a moça (a prostituta, prefiro chamá-la de moça) já estava a nossa espera com um espartilho branco muito bonito. Ela ficou escondida atrás de uma cortina que havia no motel enquanto eu e o Igor entramos na suíte nos beijando loucamente e tirando nossas roupas. Quando eu estava somente de calcinha, disse para ele que parasse por ali que ele teria que esperar mais um pouco pra me comer naquele dia... ele fez uma cara de decepção e surpresa ao mesmo tempo, como quem não entendeu nada... foi então que chamei a moça para a brincadeira... Quando ela saiu por detrás das cortinas pude ver um lindo sorriso no rosto do Igor, um dos mais bonitos que já vi. Eu estava louca de tesão, muito mais pela idéia de transar com aquela mulher do que oferecer ela a meu noivo.
Foi então que começamos... o Igor tentou se aproximar dela, mas na hora eu disse que não, pois aquilo não estava no script (e o script foi ele quem “escrevera”’) e ele deveria ficar esperando ali na cama e o máximo que poderia fazer seria bater uma punheta. Ela veio com um toque macio e suave sobre minha pele, que me arrepiou todinha... começou a chupar meus seios e foi descendo até chegar na minha buceta... eu não sabia o que fazer, mas quando ela começou a chupar meu clitóris, não deixei, puxei ela pra cima novamente e beijei-a como beijava meu noivo no inicio de nosso namoro, loucamente... aquele beijo me enlouqueceu desci beijando cada centímetro do corpo daquela mulher até chegar em sua bucetinha raspadinha... chupei, chupei e chupei, até sentir ela gozar... depois ela me chamou para um 69, enquanto isso o Igor estava na cama de pau na mão olhando nossa cena fixadamente e meio sem saber o que fazer, pois deveria respeitar as regras que ele mesmo havia sugerido... fizemos um 69 maravilhoso até que ela me fez gozar... depois que nós duas havíamos gozado chamamos o Igor para a brincadeira... e tudo aconteceu como ele havia imaginado, ele me colocou de 4 e começou a comer minha buceta, enquanto a moça chupava meu clitóris e seus ovos... eu não sabia que aquilo seria tão bom... tanto pra mim, quanto pra ele... nossaaaa é uma sensação maravilhosa, sentir o pau entrando e ter outra pessoa chupando seu clitóris.. ele então, a cada chupada que ela dava em seus ovos chegava a urrar de tesão... depois que eu gozei loucamente ele colocou uma camisinha e colocou ela sentada sobre ele e fez com que eu ficasse chupando seus ovos... a bunda dela batia em minha cabeça foi quando abaixei mais e comecei a chupar o cu dele... foi ai que ele enlouqueceu mais ainda.
Como vi que ele estava louco de tanto tesão resolvi fazer uma coisa que nem saberia qual seria a reação dele, molhei meu dedo com o liquido que escorria da buceta dela e enfiei no cuzinho de meu noivo e apertei sua próstata por dentro... aquilo o deixou com tanto tesão, que em menos de 10 segundos ele gritou tão alto que o motel todo deve ter ouvido e gozou como um cavalo, a prostituta parecia uma boneca de tanto que ele a levantava e puxava-a de uma vez para seu encontro... foi o orgasmo mais forte que já vi o Igor ter...
Depois de tudo isso ainda transamos várias vezes naquele dia, onde ele comeu meu cu, o cú da prostituta, fodemos na sauna, na banheira e acordamos no dia seguinte os 3 abraçados e nus e, é claro, fodemos novamente os 3 juntos com muito mais sacanagens ainda... depois ainda tomamos café da manhã e fomos para a piscina para relaxarmos antes de irmos embora...
Esse foi o relato da história verídica que aconteceu em abril deste ano (2006), desde então eu e o Igor já imaginamos outras fantasias muito mais maliciosas ainda, mas resolvemos deixar para depois do casamento, ou seja daqui a menos de 1 mês (em maio de 2006)... caso você seja mulher e deseje nos conhecer para um maravilhoso menage, mande nos um e-mail para nos conhecermos, posso garantir que somos um casal muito culto (os dois com nível superior) e muito bonitos... Já nos passou pelas nossas fantasias também a idéia de uma transa com outro homem ou um swing com um casal de nossa faixa etária (23 a 30 anos), mas por enquanto queremos explorar primeiro o ménage feminino e quem sabe com o tempo até outras coisas mais picantes

Marcadores: , , , , , , ,





Minha empregada gostosa chupando minha buceta

Minha historia comecou quando eu tinha 17 anos e morava no Brasil.pois a orlando,USA Ja faz 7 anos,eu morava em Niteroi Meu nome e Daniella e tenho 1 e 71 de alt,68 klg,olhos e cabelos castanhos claros,tenho as coxas grossas,a bunda grande e empinadinha e uma bucetinha quentinha e bem depilada dos ladinhos e a boca carnudinha e sou bem sexy,e estou sempre molhadinha,Agora eu sou casada ja tenho duas filhas mas ainda adora um sexo,tenho 27 anos e meu marido que nao e Brasileiro e um fracasso na cama atualmente antes nao mas egora nao sinto nada com ele,vivo recordando minhas putarias no Brasil e me masturbo todas as noites do lado dele,nem ligo,mas a minha historiafoi quando eu tinha os 17 anos e nunca sai da minha cabeca pois virei putinha da empregadinha,minha mae estava a procura de uma nova empregada pois ela havia mandando embora uma e estavamos a procura,entao um dia que eu estava embaixo na portaria do predio conversando com o porteiro vejo passar a uma menina feiosa que havia conhecido em uma festa na casa na casa de uma amiga da minha mae ela havia ido acompnhando a patroa dela e estava brincando com umas criancas nesta festa,eu nem dei tanta ideia assim pois estava trocando ideia com um gatinho sobrinho da amiga de minha mae,e demos uns beijos mas nao vem ao caso quando a vi passar e a chamei ei menina lembra de mim e ela atravessou a rua e veio no predio o porteiro abriu pra ela e ela disse claro na festa de ....eu perguntei se ela estava trabalhando ela disse que nao entao eu consegui por ela pra tabalhar em minha casa,ela era alta bastante uns 1 e 80 de alt era magra mas nao esqueleto estava bem o corpo dela so nao tinha muita bunda e as pernas eram muito longas e finas era feinha e tinha o cabelo bem mal tratado,mas eu nao estava atraz de uma namorada nem amante so queria uma empregada,com o tempo nos tornamos grandes amigas,eu morava numa cobertura tinham quatro quartos ja meus irmaos eram casados eu dormia sozinha,minha cama tunha outra de puxar embaixo e acabou que eu pedia pra ela dormir la comigo pra me fazer companhia,ela topava e minha mae nao esquentava pois ela gostava que eu tivesse amigas e nao ficasse muito sozinha,mas depois de umas tantas noites,eu uma noite fui tomar banho eu sempre gostei de dormir com roupas de dormir eu fui tomar banho e coloquei uma camisolinha nem era sexy era da monica,e so de calcinha sem sutia nao costumo dormir de sutia,pois sempre gosto de me dar umas tocadinhas e apertar meus biquinhos,acabei de tomar banho eela foi tomar o dela,e depois veio pro quarto ligamos a teve, conversamos e eu dormi, la pras tantas sinto uma coisa molhadinha no biquinho do meu peito eu gelei eu falei e agora,nossa que faco!Mas me deu um escalafrio me arrepiei toda era a bica de minha amiga que chuava meus peitinhos e passava a linguinha entao eu escutei ela dizer desculpa-me amiga eu morro de tesao por vc e era louca pra fazer isso,eu dei um salto ela ficou sem graca e parou eu nao disse nada guardei meus peitinhos e fingi que estava dormindo,pra ver qual era a dela eu senti uma enorme vontade de ser chupada por ela alias era a primeira vez que uma mulher iria me chupar,para provar eu por debaixo do meu edredon enfiei bem a calcinha no meu cu,e virei de bundinha pra cima e me destapei pois com a teve ligada ela poderia aprecia bem minha bundinha,e sentia que ela estava como louca a senti gemer acho que ela estava tocando uma olhando pro meu corpo,e de sacanagem virei de frente e me fiz a dormida e abri as pernas e ela nao aguentou e foi alisando de levinho meu corpo pela camisola e levantou a camisola todinha deixando meus peitinhos de fora e os biquinhos estavam arrepiadinhos ela mamava e apertava os biquinhos e descia com a lingua e beijava minha barriga lambia mordia e enfiou a lingua no meu umbigo,me enchia de tesao eu queria suspirar gemer mas me segurei,ela comecou a alisar minha xoxota por cima da calcinha eu queria logo que ela metesse o dedo e quando ouvi ela dizer e melhor eu parar por aqui e me deu ate uma coisa,mas ela continuou ainda bem,e foi lambendo de novo meus peitinhos e colocou o dedinho dentro da minha calcinha e tocou no meu clitoris e massageava ele com os dedo e era maravilhoso depois enfiou a mao toda detro de minha calcinha e acariciou meus pelinhos e comecou a apertar meu grelinho e nao agueitei ecomece a mexer no dedinho dela,ela disse eu sabia que voce estava acordada e que estava adorando mas eu estou aqui epra te dar tesao e ver vc vc gozar feito uma vadia e vc vai ser minha puta de hj em diante.Na hora ouvindo isso eu mas mexia e delirava e ela comecou a susurrar no meu ouvido a passar a linguinha e beijar meu pescoco e nos beijamos ela chupava minha lingua e lambia minha cara era uma delicia eu tava molhadinha,ela enfiou um dedo dois dedos e comecou a me fuder com eles bem forte e eu rebolava e dizia pra ela meter mas dedos e comer mas forte ela enfiou mas um eu gozei bem gostoso nos dedoes dela que ela tinha uns dedos otimos.e depois ela me,mandou deitar virada pra ela na beira da cama e abrir bem as pernas que ela queria apreciar bem a minha xoxotinha eu me abri bem a ela disse que buceta linda e gostosa e esta toda babadinha vou chupar sua babinha todinha e me lambeu me chupou e passava a lingua no meu grelo e descia no buraco,e me lambia la dentro e continuava no grelo e enfiava o dedo dentro da minha buceta e continuava chupando depois desceu um pouco e lambeu meu cu,e tirou o dedo da minha buceta e chupava os dedos dela tb e enfiou no meu cu e depois ficou mamando meu grelinho eu gpzei na boca dela senti minha babinha sair quentinha e ela chupando pensei que ela fosse parar mas ela me mandou ficar de quatro e comecou a enfiar a lingua no meu cuzinho e pava os dedinhos no grelinho ao mesmo tempo e depois comecou a fuder meu cu com os dedos e doia muito pois eu os tinha bem apertado ela enfiava com forca e eu me tocava na xoxotinha minha e era uma delicia,e gozei de novo e ela pediu meu dedo e os chupou e deitei e ela veio lamber meus pentelhinhos e alisarlos,e disse pera ai putinha que eu volto como ela estava vestida foi na cozinha e trouxe uma cenoura,quando eu vi aquilo eu disse logo,nada disso ela disse escuta aqui puta vou meter de qualquer maneira melhor fica quetinha e abra estas pernas,eu senti maior tesao nela quando me disse isso e comecou a meter de pouquinho aquele cenourao na minha buceta mas era grande e fina e me deu ate medo de quebrar mas ela fez com geito ,e me meteu aquela cenoura la dentro e me fudia com a cenoura me mandava mexer e com a outra mas abria pra ver bem meu grelinho eo massageava e me comeu ficamos um tempo nisso ate que gozei na cenoura e ela tirou a cenoura e comeu todinha,ela me abracou depois de comer a cenora e me alisava a bunda e mamava meus peitinhos e comecou de novo a tocar minha xoxota eu morrendo de tesao coloquei os seios dela pra fora nossa era lindo o peitnho dela o unico mesmo era durinho e de biquinho marrom bem bem redondinhos e comecei a aperta-los e cai de boca nestes peitinhos lindos e mamei muito e lambia e mordia os biquinhos dela e vagaba gemia baixinho e ela sentia tesao naquele bucetao porque eu mamava os peitos e ela abria as pernas oferendo a xota pra eu tocar mas continuei nos peitinhos ela comecou a se tocar e coloquei, meu dedinho no bucetao dela,ela estava toda lambuzada,e comecei a esfregar meus dedos no grelao dela e enfiei quatro dedos dentro da buceta dela e a fodi cm muita forca e tesao ela gozou feito uma cadela no cio,e me disse chupa-me eu ajoelhei no chao abri ela bem e dei de cara com aquele xoxotao enorme toda pentelhuda e um grelao enorme pra fora,cai de boca sem pensar muito na hora e aquele cheiro forte de buceta me deu um puta tesao e chupei chupei muito lambi o grelo dela e mamei nele como se fosse um caralho e desci e lambi aquele cu sem pregas e enfiei o dedo no cu dela arrombado e a fiz rebolar na minha lingua e senti aquele melzinho quentinho na minha boca e engoli o mel dela todinho e ela ficou ali paralisada e me disse senta aqui com a xoxota sua na minha boca e brincou com meu grelinho e me fudeu com a lingua eu ensfreguei a minha xota na cara dela e ela chupava com gosto depois virei pra fazer um 69 com ela e nos chupamos com muito tesao mas ela parou e me deitou na cama e abriu aminha buceta e tocou uma siririca bem gostosa e disse pra eu me aguentar que quando eu quizesse gozar pra dizer a ela e quando eu estava quase vindo ela deitou abriu as ernas e ela com a cabeca pra cabeceira da cama e eu pros pes enconstamos nossas xoxotas e nos esfregamos como loucas e gozei rapido e muito me molhei senti muita baba mesmo ela meteu o maozao na minha buceta se lambuzou e chupou tudo,deitamos um pouco ela deitou por cima de mim e ficou lambendo meu peito e nos vestimos e fomos a tomar um banho e ela passou sabao pelo meu corpo todo e tocou meu grelinho com sabao e foi delicioso e lavei bem aquele xotao dela e a mandei sentar na pia do banheiro e comecei a chupar-la ela merescia pois era uma delicia na cama,e a chupei com muita vontade e minha e os pentelhos dela saian na minha boca ela disse que eu podia raspar mas eu disse que nao que no esfrega esfrega me dava mior tesao e mamei aqueles seios lindos,e a fiz gozar com minha siririca no grelao,e ela ficou em pe eu ajoelhei e chupei a xota dela com ela em pe,e a agua rolando no boxe e sentei e comecei a me masturar com a mangueirinha do banheiro eu espirrava a aguinhano meu grelo e ate que gosei e ja estava exausta e isso foi o bom se fosse um homem ja estava dormindo,nada como trepar com uma mulher e eu nao nem pensava nada com ela pois era feia e nem fazia meu tipo mas foi 10 e transavamos sempre,ao que eu fudesse com um carinha ela chupava minha buceta cheia de porra ela me chupava de manha pra me dar bom dia e de boa noite ela adorava mamar meu grelo,e combinavamos na cama eu adorava o que ela fazia ,saimos do banho ela fomos de toalha pro quarto ela me disse que queria me chupar mas eu disse que nao ela me deu um tapao na cara e disse cadela eu te mando e vc vai fazer o que eu quero senta ai na comoda e me abriu bem e de novo me chupou e gozei na boquinha dela e deitamos e nos esfregamos de novo e depois que ela gozou me beijou e dormimos abracadinhas e foi uma noite maravilhosa e inesquecivel por esta eu me toco todas as noites.espero que tenham gostado do meu relato veridico.um beijao e abracao pra todos...bye bye e contarei mas transas minhas e espero que tenham lido a que trepei com meu pai,bye bye

Marcadores: , , ,